Blog

Dicas para encontrar rapidamente a NCM correta.

Tenho um carinho por este assunto pois foi uma das principais funções que exerci em meu primeiro emprego.  Os dois anos e meio nesta função me permitiram criar uma lista de produtos classificados com mais de 3000 itens.

No início, classificava conforme aprendemos na faculdade, mas o grande e variado volume de itens por container exigiu do jovem Jonas, cheio de sonhos e objetivos, a buscar soluções práticas para agilizar o trabalho.Continue a ler »Dicas para encontrar rapidamente a NCM correta.

5 perguntas para entender a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM).

Expliquei resumidamente sobre a NCM e as consequências de classifica-la incorretamente no meu primeiro artigo, e creio estar na hora de abordar o tema mais a fundo, pois minha graduação foi muito leviana nesse assunto. Na minha opinião, classificação fiscal merecia ser matéria específica, para que todos saíssem bem treinados e devidamente apavorados das consequências de classificar incorretamente.Continue a ler »5 perguntas para entender a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM).

Compliance no dos outros, é refresco.

A preocupação por possuir um Programa de Compliance ganhou muita popularidade depois da fama que a Operação Lava jato alcançou. Achávamos, no Brasil, que não poderíamos ir mais fundo que a camada do pré-sal, mas os episódios noticiados mostraram que o fundo do poço da corrupção era bem mais embaixo.

Os bilhões em propinas não correram apenas a mando de políticos e seus nomeados, muito poderia ter sido evitado se as empresas envolvidas tivessem Programas de Compliance e que fossem seguidos.

E como tudo que fica popular rapidamente, logo surgiram diversos (ditos) especialistas, cursos e graduações no assunto e por consequência, a ferramenta começou a ser mal utilizada e gerou resultados que mais prejudicavam do que cumpriam o objetivo.Continue a ler »Compliance no dos outros, é refresco.

Meus conselhos aos iniciantes no Comércio Exterior.

Iniciei minha graduação em 2005, além da minha havia outras 4 turmas de primeiro período, em média 230 alunos (instituição particular é isso aí, ninguém fica de fora).

Era o segundo curso mais procurado da universidade. Me formei em 2008 com uns 50, destes, um pouco mais da metade já trabalhava na área, dois anos depois, me lembro com certeza, não havia sobrado 15.

Tem algo errado aqui, não acha?

Continue a ler »Meus conselhos aos iniciantes no Comércio Exterior.

Quais prestadores de serviço atuam numa importação?

Atuar no comércio exterior exige saber trabalhar em equipe, e não estou falando apenas dos seus colegas de setor, mas dos diversos envolvidos necessários para o andamento da importação. É preciso conhecê-los para entender sua participação e prevenir-se de surpresas que gerem dificuldades, resultando em operações mais caras que o valor economizado ao comparar as cotações, além de evitar a máxima conhecida por quem trabalha na área:

Se a importação começou errada, ela vai terminar errada.

Continue a ler »Quais prestadores de serviço atuam numa importação?

Compras em sites estrangeiros por remessa internacional, como realizar e com exemplo prático.

O artigo da semana passada tratava apenas de importações formais realizadas por Pessoas Jurídicas, mas hoje quero falar desta que nós, pessoas físicas, adoramos fazer, aquela ferra com a logística do Correios, quando compramos naquele e-commerce chinês um monte coisas que não precisamos, demorando meses para receber e quando chega, parece um presente porque nem lembrávamos o que tinha dentro.

Sim, nobre leitor, isso também é importação!

Continue a ler »Compras em sites estrangeiros por remessa internacional, como realizar e com exemplo prático.

Os 7 erros que mais vi cometerem na primeira importação

O mercado internacional é um lugar tentador para quem desejar comprar, não apenas por preço, é o acesso a novas tecnologias, novidades ainda desconhecidas no Brasil, uma commodities capaz de reduzir o preço final do seu principal produto, um maquinário novo para sua planta ou até mesmo alugar equipamento para uma obra específica.

Mas importar é cruelmente custoso com quem se aventura na inexperiência, os riscos são altos, os procedimentos e legislações são complexos, cheio de exceções e raramente são simples como parecem. Gostaria de estar exagerando, mas infelizmente vi pessoas queimarem suas economias e empresas quase fecharem as portas.

Continue a ler »Os 7 erros que mais vi cometerem na primeira importação